PERGUNTAS FREQUENTES

Pode encontrar aqui a resposta às perguntas mais frequentes sobre o Lectorium Rosicrucianum, a Escola Internacional da Rosacruz Áurea. Clique sobre as perguntas abaixo para obter as respostas.

Se não encontra resposta a uma questão, por favor entre em contacto connosco e responderemos o mais breve que nos for possível.

 


01. Quando foi fundada a Escola Internacional da Rosacruz Áurea?

Os inícios do Lectorium Rosicrucianum remontam a 1924 quando os irmãos Zwier Willem Leene (1892-1938) e Jan Leene (1896-1968) começaram o seu trabalho espiritual em Genootschap Rozekruisers, a vertente holandesa da Fraternidade Rosacruz (Oceanside, Califórnia, USA), que tinha sido fundada em 1909 por Max Heindel. Em 1935 decidiram continuar o seu caminho espiritual e formaram o seu próprio grupo, independente da Fraternidade Rosacruz. No final da Segunda Guerra Mundial, a comunidade adoptou o nome de “Lectorium Rosicrucianum”. Os guias espirituais do Lectorium Rosicrucianum eram Jan van Rijckenborgh (pseudónimo de Jan Leene) e Catharose de Petri (pseudónimo de Henriette Stok-Huizer, 1902-1990).


02. Desde quando existem os Rosacruzes?

O nome “Rosacruz” é utilizado desde a Idade Média. Publicou-se, pela primeira vez, nos escritos do teólogo alemão Johann Valentín Andreae no início do século XVII. Estes constituem os Manifestos Rosacruzes: “O Chamado da Fraternidade Rosacruz” (1614), “O Testemunho da Fraternidade Rosacruz” (1615), e “As Bodas Alquímicas de Cristão Rosacruz” (1616). Nestes escritos é mencionada uma personagem legendária chamada Cristão Rosacruz e a sua Fraternidade Rosacruz. A sua finalidade era uma renovação do Cristianismo segundo o espírito cristão original. A publicação destes escritos originou uma comoção na Europa durante el siglo XVII e manteve-se mais tarde. A estes escritos seguiu-se uma avalanche de publicações, de outros autores, relacionadas com as ideias dos Rosacruzes.


03. Que tipo de Escola é o Lectorium Rosicrucianum?

A Escola Internacional da Rosacruz Áurea é uma escola espiritual gnóstica que tem as suas raízes no Cristianismo original e nos ensinamentos da sabedoria hermética.


04. Existem outros grupos Rosacruzes?

O impulso Rosacruz do século XVII foi compreendido de diversas formas. Pelo qual, através dos séculos e até hoje, se formaram vários grupos Rosacruzes. Nem todos compartilham a mesma visão.


05. Qual é o propósito da Escola Internacional da Rosacruz Áurea?

O propósito da Escola Internacional da Rosacruz Áurea é mostrar àqueles que buscam, o caminho cristão de iniciação como sendeiro da renovação fundamental com o apoio de uma comunidade fraternal.


06. A Escola Internacional da Rosacruz Áurea segue algum fim político?

O Lectorium Rosicrucianum não realiza nem segue nenhum tipo de ideal político.

07. Quais são os pilares do ensinamento Rosacruz no Lectorium Rosicrucianum?

Na perspectiva da Rosacruz, à parte deste mundo físico, existe um mundo mais elevado, o mundo da vida imortal; pelo que os Rosacruzes falam de duas ordens de natureza. O mundo mortal tem duas esferas: a esfera material, onde vivemos, e o além, a morada dos mortos. Estas duas esferas contrastam com o mundo divino da perfeição e da vida eterna, um campo de existência superior que era o casa da humanidade antes da sua descida ao mundo material. A ordem de natureza divina não está noutro planeta, mas existe no mesmo espaço que este mundo, mas num nível vibratório diferente.

Do ponto de vista Rosacruz, o homem é um ser dual. O homem mortal nasceu no mundo material, mas transporta no seu interior uma centelha do espírito imortal, a “Rosa do Coração”, que provém de uma natureza superior.

Nesta centelha de espírito estão contidas, como numa semente, a ideia e a estrutura do ser humano perfeito original. A este campo de energia que rodeia este centro espiritual e também o homem material, denominamos “microcosmo”.

A tarefa do homem nesta vida consiste em despertar a sua alma divina a partir da centelha de espírito e restaurar o contacto perdido da alma com a sua dimensão espiritual.

Isto realiza-se no poder de Cristo. A Bíblia denomina este processo como “renascer da água e do espírito” (João  3:5). Os Rosacruzes falam da grande metamorfose do homem, a “Transfiguração” e propõem a fusão da alma original com o espírito numas “Bodas Alquímicas”. Através desta iniciação cristã o homem recupera a sua herança na natureza da vida perfeita.

08. Que importância tem a reencarnação no ensinamento Rosacruz?

Os ensinamentos da Escola Internacional da Rosacruz expõem que a personalidade mortal do homem não reencarna. É unicamente composta de matéria do mundo mortal, pelo que se dissolve neste mundo quando chega o seu momento.

Portanto, é a centelha de espírito do homem e o seu campo energético, o microcosmo que o rodeia, que obtém experiência do ciclo de vida e morte no mundo material, o mundo dos opostos.

Em cada encarnação do microcosmo, uma nova personalidade mortal recebe a tarefa de libertar o microcosmo do seu cativeiro na roda da vida e da morte e de conduzi-lo de regresso á sua verdadeira casa, o mundo da alma – espírito.

A força que torna possível este regresso é a força atmosférica de Cristo, á qual o aluno da Rosacruz une todo o seu sistema durante a sia vida. Esta força dissolve o carma que ata o seu microcosmos á matéria e permite que o “Outro” imortal, o homem divino volte a crescer. Tal como disse João: “Eu devo minguar, para que Ele possa crescer”.

09. Como é na prática o caminho espiritual Rosacruz?

Os Rosacruzes dão ao desenvolvimento espiritual uma importância cada vez mais primordial nas suas vidas e aspiram a um estilo de vida dirigido pela Luz da alma e do espírito, em vez do eu egocêntrico. Esta Luz nunca força, apenas irradia quando o homem se abre a ela de forma correcta. Os Rosacruzes percorrem o seu caminho como uma comunidade de pessoas que compartilham uma ideia. Mediante a contemplação e focados no objectivo do renascimento da alma, formam um campo de força que fortalece o individuo e conduz ao conhecimento vivo das etapas individuais do caminho.

10. O que significa a Bíblia para os Rosacruzes?

A Bíblia, em especial o Novo Testamento, é o fundamento espiritual do caminho e dos ensinamentos da Rosacruz. A biografia de Jesus nos Evangelhos bíblicos, os escritos apócrifos e os manuscritos cristãos não são compreendidos pelos Rosacruzes como relatos principalmente históricos, mas são, para além disso, uma descrição simbólica codificada do caminho interior espiritual, que inspiram os Rosacruzes em relação ás palavras evangélicas de Jesus “Segue-me”.

11. Qual o significado de Gnose?

A palavra “Gnose” deriva de um termo grego que significa luz de conhecimento. No caminho da Rosacruz, a Gnose é a realização interior da omnipresente força da Luz de Deus. Esta séptupla Luz converte-se numa experiência interior e numa força de vida espiritual para o aluno no caminho. A Gnose é a experiência interior de Deus e como tal não é um dogma, mas sim um conhecimento vivo. é-nos revelada de maneiras diferentes, de acordo com os respectivos períodos históricos e fases do desenvolvimento humano. Também as experiências individuais dos buscadores são diferentes.

12. Os Rosacruzes são Gnósticos?

A Escola Internacional da Rosacruz Áurea, o Lectorium Rosicrucianum, pertence à tradição gnóstica e por isso apresenta o seu trabalho como “Escola Espiritual Gnóstica”. Não obstante, os seus ensinamentos e métodos diferem parcialmente dos ensinamentos de escolas gnósticas anteriores, já que o homem, no começo da era de Aquário, está num ponto de partida diferente do homem do passado, no seu caminho até à obtenção de outro estado de consciência. Por exemplo, A Escola da Rosacruz Áurea não considera o mundo material como sendo mau, como frequentemente se ensinou nas escolas de iniciação gnóstica da antiguidade, mas considera o mundo material como uma escola de aprendizagem onde o aluno tem que revelar e demonstrar o seu estado de ser no caminho até à alma espiritual.

13. O que significa Iniciação para os Rosacruzes?

Iniciação significa despertar para um estado mais elevado de ser e de consciência. O que isto significa em detalhe, depende do particular ponto de partida do indivíduo, uma vez que existem várias classes e muitos níveis de iniciação. Nas épocas anteriores as escolas de iniciação trabalharam principalmente na individualização do homem e na sua auto – responsabilidade. Este estado já foi alcançado pela humanidade no seu conjunto. A este respeito, o homem do século XXI chegou ao fim de um longo caminho evolutivo e tornou-se consciente da matéria. Este caminho não pode levar-nos mais longe. Nos dias actuais, com o início da era de Aquário, um novo nível de iniciação deve ser encontrado e realizado. Os Rosacruzes chamam a este nível de iniciação mais elevado de “Transfiguração”. O objectivo neste nível é superar a sujeição à matéria pelo nascimento de uma nova consciência guiada pela Luz da alma e do espírito. O trabalho sobre a personalidade egocêntrica já não é o objectivo. A meta da iniciação de Aquário é o renascimento do espírito, da alma e do corpo, num estado completamente novo do ser humano.

14. O que significa o nome "Rosacruz Áurea"?

A cruz é um dos símbolos mais antigos da humanidade. Tais símbolos contêm verdades espirituais multidimensionais. A sua criação não foi inventada pela mente do homem, mas sim irradiados no campo colectivo da consciência humana, a partir de um nível de realidade mais elevado e, portanto, são susceptíveis de ser interpretados em diversos níveis.

A linha horizontal da cruz pode ser vista como símbolo da vida no mundo material que se caracteriza pelas polaridades do bem e do mal, o dia e a noite, a vida e a morte. A linha vertical simboliza o espírito de Deus que irradia neste mundo e chama o homem para o seu verdadeiro destino. Se um homem escuta a chamada e abre o seu coração à Luz, o espírito e a matéria encontram-se na intersecção da cruz, no coração, e a Rosa oculta no coração começa a florescer até se converter na alma imortal do homem.

No seu aspecto espiritual, o ouro é o símbolo da conexão entre o espírito e a substância no mais baixo nível de manifestação. Nesse âmbito da vida, o espírito e a substância original encontram-se na alma, pelo que também é simbolizado com “ouro”. Pelo exposto, a escola fala da “Rosacruz Áurea”.

15. O que significa o símbolo círculo-triângulo-quadrado que representa o Lectorium Rosicrucianum?

O círculo representa o macrocósmico e incognoscível Espírito de Deus, a plenitude (o Pleroma) do qual provém toda a revelação e envolve toda a criação. Do círculo forma-se o triângulo, representando o espírito divino na sua tripla revelação como Pai, Filho e Espírito Santo. Do Espírito Santo forma-se o “quadrado da construção”, a personificação da ideia divina na substância.

Círculo, triângulo e quadrado unidos a todos os níveis, quer seja macrocósmico, cósmico ou microcósmico, como símbolo universal da divina criação na sua perfeita manifestação de espírito (círculo), alma (triângulo) e corpo (quadrado). Portanto, o símbolo da unidade do círculo, triângulo e quadrado é também o símbolo do ser humano divino que deve manifestar-se no caminho Rosacruz.

16. O que querem dizer os Rosacruzes quando falam de “Escola Espiritual”?

Aquele que deseja seguir o caminho da Rosacruz deve estar disposto a aprender partindo do zero. Pela aplicação das forças do espírito que estão activas na Escola Internacional da Rosacruz, o aluno obtém um conhecimento interior da sua existência assim como do significado e propósito da sua vida. Com este conhecimento deve encontrar o seu caminho e percorrê-lo livremente. Portanto, não há “mestres” nem “gurus” dentro da escola, como também não existe um ambiente competitivo nem há que interpretar nenhum papel. O caminho revela-se nos próprios alunos em diferentes etapas.

O homem divino revela-se como uma Trindade de personalidade, alma e espírito. O objectivo da Escola Internacional da Rosacruz não é aperfeiçoar a personalidade mortal e a sua meta final não é apenas o desenvolvimento da alma, mas sim a completa renovação do sistema humano, até chegar á união da alma renascida com o espírito, através da Transfiguração, o caminho da iniciação. Portanto, o LRC utiliza o termo “Escola Espiritual”.

17. Como se financia o Lectorium Rosicrucianum?

A Escola Internacional da Rosacruz Áurea, o Lectorium Rosicrucianum, financia-se totalmente através de donativos e contribuições. Trata-se pois de uma organização sem fins lucrativos.

18. Como se estrutura internamente a comunidade?

A direcção da Escola Internacional da Rosacruz Áurea, o Lectorium Rosicrucianum (LRC), é constituída por membros de diversas nacionalidades. A nível nacional o LRC rege-se de acordo com as estruturas legais estabelecidas para este tipo de comunidades.

Em muitas cidades grandes existem centros da Rosacruz, onde os alunos e interessados se reúnem regularmente para eventos diversos. Em todo o mundo, contamos actualmente com uns 130 centros distribuídos em 36 países. Além disso, o LRC também mantém uns 60 centros de conferências que funcionam como lugares de encontro para eventos espirituais durante alguns fins de semana.

19. Que tipo de filiação oferece o Lectorium Rosicrucianum?

Existem duas opções. As pessoas interessadas podem optar por um contacto ocasional como interessados, ou podem solicitar o alunado activo.

20. Como fazer-se membro do Lectorium Rosicrucianum?

Antes de ingressar como membro da Escola Internacional da Rosacruz Áurea, ou Lectorium Rosicrucianum, os interessados passam por uma fase de intensa orientação. Depois da informação online nas páginas web nacionais, continua-se com a participação nas actividades públicas num centro local, o qual proporciona uma compreensão sistemática da filosofia. A assistência das actividades públicas é gratuita e não implica qualquer tipo de obrigação. Os interessados terão também  oportunidade de participar no culto (serviços de Templo) no centro local mais próximo.

21. Qualquer pessoa pode fazer-se membro do Lectorium Rosicrucianum?

Qualquer pessoa que tenha um interesse sério e 18 anos de idade cumpridos pode tornar-se membro do Lectorium Rosicrucianum. A escola não faz discriminação de raça, posição social ou actividade profissional.

22. Na Escola da Rosacruz Áurea os homens e as mulheres são iguais?

Sim, os homens e mulheres desenvolvem tarefas, funções e responsabilidades em igualdade.

23. Que tipo de relação tem o Lectorium Rosicrucianum com outras comunidades espirituais?

Desde o começo da história da humanidade que existe um divino esforço para resgatá-la do encarceramento da morte e conduzi-la á vida imortal. Este esforço sempre se expressou de acordo com as respectivas culturas e períodos de tempo nas diferentes religiões e correntes espirituais.

Desde a perspectiva dos Rosacruzes, juntamente com as proclamações da doutrina cristã e a dos seguidores de Cristo, é compreensível e justifica-se que exista uma variedade de comunidades em consonância com os diferentes estados de consciência humana.

24. É fácil renunciar à filiação ao Lectorium Rosicrucianum?

Renunciar à Escola Internacional da Rosacruz Áurea, o Lectorium Rosicrucianum, é fácil e possível em qualquer momento, requerendo-se apenas um simples pedido escrito, e que se tramita imediatamente.